sábado, maio 18, 2024
HomeIndiesReview: Patron, é sobre poder e tomar difíceis decisões

Review: Patron, é sobre poder e tomar difíceis decisões

Já pensou em governar uma cidade? Acha que é muito trabalho? Já pensou quantas pessoas iriam se aborrecer com suas decisões? Apesar de tudo, o trabalho precisa ser feito da maneira adequada para que a comunidade não se desintegre. O estresse da liderança é o ponto principal quando se trata de Patron, um novo construtor de cidades da Overseer Games que se preocupa em fazer um trabalho difícil com recursos limitados.

Construção? Não! Gestão!

Patron é um jogo de construção de cidades e gerenciamento populacional. Você cuidará de uma cidade, gerenciando recursos e planejando edifícios. Também significa cuidar de seus cidadãos, pois, ao contrário de muitos jogos desse tipo, eles são um pouco mais elaborados do que você esperaria e terão sua própria opinião sobre o que você está fazendo. Isso é muito bom, porém, mais cedo ou mais tarde você terá que fazer coisas que eles não gostem.

Veja, o que diferencia o Patron da maioria dos construtores de cidades é que ele é cruel. Seus recursos são muito mais limitados do que pode parecer à primeira vista, sem mencionar que, quando o inverno chega, você tem muito mais problemas, inclusive para encontrar recursos. É vital estabelecer uma produção adequada de alimentos desde o início, para que você possa lidar com a escassez quando chegar a hora, sem mencionar que vai precisar de lenha, pois provavelmente não é uma boa ideia queimar a comida limitada para se aquecer.

Não se esqueça da mineração! Certifique-se de manter seu pessoal contente com luxos! Você tem um orçamento para equilibrar, então é vital que os cidadãos estejam felizes e paguem impostos, algo que você talvez possa garantir oferecendo uma variedade de alimentos de diferentes fontes. Além disso, há pesquisas a serem consideradas. O planejamento cuidadoso de suas linhas de produção e a atualização dos aspectos adequados de sua colônia são duas das muitas chaves para o sucesso.

Desastres e decisões

Claro, se isso parece difícil, lembre-se que você é o Patrono quando as coisas estão indo bem. Mas elas nem sempre vão bem, como você pode imaginar. Há desastres para lidar, como pragas e incêndios, e o sinal de uma colônia verdadeiramente resiliente é ser capaz de lidar com o inesperado. Uma boa adição dos desenvolvedores foi a possibilidade de desativar desastres caso prefira ter uma experiência um pouco mais previsível.

Além do gerenciamento de recursos e construção, você precisa lidar com as decisões, muitas vezes (quase sempre) bem difíceis, bem no estilo Frostpunk. Isso significa que você pode se sentir ainda mais mal por rejeitar aqueles cidadãos adicionais dos quais não será capaz de cuidar. Suponho que você poderia levá-los de qualquer maneira, mas isso vai ser uma ótima ideia quando você mal consegue alimentar as bocas que tem?

Look simples

O Patron se beneficia de uma interface de usuário limpa e fácil de entender, que permite ao jogador acompanhar de forma ágil se a colônia está indo bem ou mal. A grande quantidade de informações disponíveis pode ser esmagadora no início, mas após algumas práticas é fácil pegar o jeito das coisas. Patron também é muito bonito de se ver, com cidadãos correndo pela colônia, indo para o trabalho, voltando para casa e assim por diante. Sem contar com a poção de aceleração até x10 que é extremamente útil para agilizar cada tentativa de fazer uma colônia prosperar.

Concluíndo

Se você gosta da abordagem mais estressante da construção de cidades você encontrará em Patron. É um construtor de cidades com gerenciamento de recursos e sobrevivência integrado, temperado com muitas tomadas de decisões difíceis e alguma interação social. Patron não é o tipo de jogo descontraído como SimCity, e tem como público alvo aqueles jogadores que esperam uma experiência de gestão mais desafiadora.

Jogo analisado no PC (steam) com código fornecido por Overseer Games.

NÃO DEIXE DE CONFERIR MAIS REVIEWS AQUI NO NOSSO SITE OU NA NOSSA CURADORIA NA STEAM.

RPS Games
RPS Games
Apaixonado por games desde sempre, tive o prazer de acompanhar grande parte da evolução e decadência do mundo dos games. RPG, Ação, Aventura, FPS, etc etc etc jogo quase tudo.
RELATED ARTICLES

Most Popular