Indies

Review: Aragami 2 livre para jogar como quiser

Aragami 2

Desenvolvido pela Lince Works e distribuído em parceria com a Yooreka Studio, jogo que promete entregar uma experiência submersa nas sombras, mas será que cumpriu esse papel?

A história de Aragami 2 é boa. Encontramos um dos últimos guerreiros de nossa espécie, os Aragami. Os guerreiros Aragami podem controlar algo chamado “Shadow Essence”, como resultado de serem afetados por algum tipo de doença sobrenatural. Se não for controlada, esta doença corrói o corpo e devora a mente, mas tem um lado bom: os Aragamis ganham a capacidade de controlar as sombras, dando grandes poderes para permanecer escondidos, saltar para pontos de observação etc. O jogo se desenrola como uma série de missões que recebemos para ajudar nossa aldeia a sobreviver.

Essa liberdade na forma de jogar é o que torna o Aragami 2 muito agradável. Você quer passar de nível como uma máquina de triturar, matando tudo o que se move? Você prefere seguir o caminho da furtividade, usando quedas não letais e escondendo os corpos na vegetação rasteira? Ou você prefere ser o ninja das sombras definitivo, esgueirando-se pelos níveis, nunca visto, nunca detectado, escolhendo objetivos? Você pode fazer qualquer um desses, ou mesmo misturar como achar melhor em Aragami 2. 

E ao terminar cada missão, você recebe uma nota, e também uma classificação baseada no seu desempenho, sendo o de Fantasma, Espírito ou Demônio. Pontos extras também são marcados por encontrar itens colecionáveis, e estes geralmente ficam escondidos nos cantos mais inacessíveis do cenário. Descobrir como chegar aos lugares geralmente já são bons desafios. Conforme você completa as missões, você sobe de nível, como era de se esperar, e isso lhe dá pontos de habilidade.

No dojo na aldeia permitirá que você desbloqueie várias habilidades do tipo ninja, como um sussurro perturbador até a invisibilidade se você pressiona contra uma cerca ou fica pendurado em uma borda por alguns segundos. Em um toque agradável, quais habilidades você escolhe depende muito de você, com um certo número de habilidades em cada nível sendo necessário para desbloquear o próximo.

Os controles do Aragami 2 são fluídos e responsivos, e em alguns minutos você se encontrará com um salto duplo, sombra rolando e sombra saltando através dos níveis como se você tivesse nascido para isso. Agarrar um telhado, puxar para cima quando um guarda vem dobrando a esquina, então se abaixando silenciosamente atrás dele e o levando para fora, é uma experiência extremamente agradável. Usar a visão sombreada também é uma boa ideia, pois ela destaca os guardas e mostra suas rotas de patrulha, permitindo que você planeje sua rota até o objetivo. 

O combate é melhor ser evitado, assim como no mundo real. Enfrentar um espadachim com uma armadura pesada nunca é uma boa ideia e, embora o combate funcione bem, uma luta de espadas barulhenta com um guarda geralmente chama mais atenção do que você pode lidar; uma morte significa um reinício do início do mapa e afetam o resultado final.

O personagem principal que você controla é lindamente desenhado e animado, e na maioria das vezes, o jogo parece ótimo, com grandes mapas para explorar e boas distâncias de desenho no local. O som também é de primeira linha, com música em estilo japonês assustador e o tradicional assobio de alta pressão depois de executar alguém presente. O som de uma queda não letal é adequadamente brutal, e algumas das animações são ótimas.

O jogo está longe de não ter problemas, algumas animações são simples demais, tive bugs de cair do cenário (que o jogo contorna te levando em forma de sombra para o último local sólido), animação para execução aérea não existe, simplesmente o personagem aparece na frente do inimigo e mostra a animação de uma morte simples.

Concluindo

Aragami 2 tem seus problemas mas é um grande jogo, e tem potencial. A jogabilidade é extremamente divertida, é bem gratificante poder fazer o que quiser, quando quiser, para cumprir o objetivo da missão em questão. Repito, o jogo não é perfeito e tem seus problemas, o principal são as missões que acabam sendo bem repetitivas. Porém, se você olhar além disso, há um jogo muito bom aqui esperando para ser jogado, principalmente se você tiver o Game Pass.

Confira também a review de Aragami 2 do nosso parceiro, o canal Review5min

NÃO DEIXE DE CONFERIR MAIS REVIEWS AQUI OU NA NOSSA CURADORIA NA STEAM.

Mais recentes

To Top