Analisando Monster Sanctuary: metroidvania com pokémon

Estamos acostumados com a mistura de gêneros, alguns acertam muito, outros nem tanto e acabam falhando feio. Porém nesse caso, presenciamos uma boa combinação como queijo com goiabada, e isso é Monster Sanctuary, com uma mistura selecionada que deu muito certo, o popular Metrodvania com combates em turno de monstrinhos estilo Pokémon.

Monster Sanctuary é muito bonito, com gráficos pixelados com cenários bem desenhados, mas extremamente simples e sem muita criatividade, os cenários são meio repetitivos e com uma leve alteração de visual muito simplista, nada que te faça lembrar do game por conta desse aspecto. 

No ponto plataforma do game é extremamente  básico, mas entrega uma boa experiência, com grandes áreas e as idas e vindas características dos metroidvanias, com partes inacessíveis que só se tornam acessíveis perante uma  habilidade de monstros específicos. 

A mecânica plataforma é básica, mas divertida, com grandes áreas que se conectam logicamente, bem como muitos tesouros trancados que requerem as habilidades de campo de um monstro em particular para serem acessados. Você precisará usar essas habilidades para queimar vinhas, quebrar paredes ou pegar uma carona com seus amigos voadores. Esses são usos inteligentes e cuidadosos para os monstros que você reunirá e os fazem parecer algo mais do que apenas opções de um menu.

Capturar monstros para seu uso é uma questão de adquirir ovos quando os inimigos os derrubam em combate, que se você pensar nisso é um tanto estranho. Você pode renomear seus monstros.

Conforme você se move pelo mapa estilo Metroidvania, você encontrará grupos de monstros, sem batalhas aleatórias. Ao encostar em um deles iniciará uma batalha, e é essa será a ação que constitui maior parte do jogo. As batalhas em Monster Sanctuary tem um tempo mediano para serem finalizadas, se você quiser aumentar o nível de sua equipe, é melhor entrar em cada uma delas. 

Em média, leva cerca de três turnos para derrotar um único monstro, e cada batalha é de três contra três, então são muitos turnos se você permitir buffs e cura do inimigo. Claro, isso varia bastante e existe uma opção no menu para as batalhas terem o dobro da velocidade normal.

Mas não se engane, há uma quantidade considerável de coisas para se fazer em Monster Sanctuary, as estatísticas de sua equipe pode se tornar uma obsessão, uma vez que existe várias árvores de habilidades para cada monstrinho e equipamentos que podem ser feito upgrades.

Tudo é muito transparente, as habilidades já são apresentadas todas de uma vez, mesmo que você não as possa ter, outra coisa bem interessante é nas batalhas, ao selecionar um ataque automaticamente aparecer quanto de HP será tirado, se aquele monstro tem fraqueza ou é forte contra aquele ataque, tudo ali demonstrado no momento da escolha, sem necessidade de aprendizado prévio.

Monster Sanctuary é sem dúvida um jogo que para alguns irá facilmente arrancar centenas de horas para montar a equipe perfeita.

Conclusão

Um jogo expansivo e cheio de conteúdo, porém com visual simples e meio repetitivo. Monster Sanctuary é um pouco simples no início, mas para os jogadores certos, será considerado um de seus jogos favoritos. O potencial para maximizar a eficiência e o poder de sua equipe é aparentemente infinito.

Página do jogo na steam.

Gameplay em PT-BR de Monster Sanctuary