Detonados

Final Fantasy XIII – Detonado

Final Fantasy XIII

Capítulo I
No início não há mistério, controlando a Lightning e Sazh, você enfrentará alguns monstros fracos, é só ir no Auto Battle e tudo bem. Como os cenários no começo são pequenos, certifique-se de pegar os itens dentro de umas “cápsulas voadoras”, pois no jogo todo item pra se comprar é caro, e é difícil ganhar dinheiro (Gil).
Você começará lutando contra o Manasvin Warmech 2x, ele te dará 6 potions quando derrotá-lo. Como não tem segredo, e aparece alguns tutoriais durante esse capítulo, explicarei resumidamente o que o tutorial diz:

ATB (Auto Battle e Abilities)
Basicamente o tutorial diz que toda ação dos personagens utilizará uma barrinha, a tal ATB. Como pode notar, a ATB Gauge é “dividida” em 2 no início do jogo, ou seja, você poderá usar 2 ações que gastem 1 barrinha dessas (attack por exemplo) ou 1 ação que gaste 2 barrinhas (no começo não terá, mas futuramente sim).
Auto Battle como o nome sugere, é uma batalha automática, o personagem utilizará a ação mais conveniente contra o adversário.
Abilities mostrará as ações disponíveis de seu personagem, e você utilizará manualmente, e na ordem que desejar executar as ações. Mas como já disse, pode ficar no auto-battle no começo do jogo que não tem erro.

Item
Durante a batalha, você poderá usar itens, sem ter de usar ATB. Basta ir em Items>item desejado. Potion, por exemplo, é um item que pode ser usado e ela vai curar todos os personagens de sua equipe. Phoenix Down, entretanto, requer que você selecione o personagem abatido para que apenas ele possa voltar à luta. Como não utiliza ATB, o tempo de uso do item é instantâneo.

Attack Chain
O segredo das lutas estão ai, do início ao fim. Todos os adversários possuem a Chain Gauge (uma barrinha alaranjada que aparece no canto superior direito), que nada mais significa “vulnerabilidade”. Quanto mais cheio a barrinha estiver, mais dano o inimigo receberá. Detalhe que, quando completar a barrinha, o inimigo receberá 100% de dano (ou seja, o dobro do normal) e a barrinha vai diminuindo gradativamente. Então siga esse conselho: encha essa barrinha, e bata o máximo que puder no inimigo para poder matá-lo, porque quando zerar a Chain Gauge, você terá de começar do zero para que ele receba mais danos novamente. Quando o monstro está com a barrinha cheia, dizemos que ele entrou em Stagger Mode (lembre desse nome).
Observação: cada monstro possui uma porcentagem de Chain Gauge, ou seja, uns enchem com mais facilidade, outros não, e outros provavelmente você nem consiga enxer tudo.

Você ainda controlará Snow (quando tiver com ele e os outros 2 membros, não gaste potion, a mulher curará, apenas quando tiver em dupla que será necessário curar, mas recomendo que não utilize potions no início do jogo, é um gasto que pode ser evitado) e Hope com Vanille, onde termina o Capítulo 1.

Você provavelmente tenha os seguintes itens caso tenha pego as cápsulas:
9x Potions, 2x Iron Bangles, 1x Power Circle e 200 Gil os itens dropados dos monstros.

Capítulo II
Ao controlar Vanille e Hope, vocês poderão lutar bastante, é bom pra poder ir se acostumando com o sistema de luta do jogo. Os itens que citei acima (acessórios e armas) podem ser equipados nos personagens apertando triângulo e selecionando a aba equipment. Sugiro que equipe os Iron Bangles nos 2, que possuem os lifes mais baixos do jogo.

Preemptive Strike Tutorial
Quando controlar as crianças, aparecerá uma mensagem mostrando isso. Se você pegar o inimigo de costas, você poderá dar um preemptive strike nele, ou seja, dar um golpe com a guarda baixa, isso na luta vai significar 99% da Chain Gauge de seu oponente cheia, que em outras palavras, deixará o inimigo em xeque. Alguns inimigos são mais fáceis de enganar, outros não baixam a guarda pra permitir isso, então não fique triste caso não consiga.

Nesse meio tempo você controlará Snow (sozinho, mas não é difícil) e Lightning junto ao Sazh, que podem ter dificuldades ao enfrentar o Myrmidon, que não é difícil de abater, usando 1 potion durante a luta dá pra ganhar sossegado, mas pra garantir, dá para equipar o Power Circle em um dos 2 para aumentar a força.

Shrouds Tutorial
Shrouds são itens que dão status antes de iniciar uma luta. Ao controlar o personagem no cenário, você poderá apertar L1 e abrirá um menu, que terá:
Deceptisol: você fica invisível aos oponentes, ou seja, Preemptive Strike na certa (exceto alguns monstros mais pra frente, que são imunes a isso);
Fortisol: status de ataque (Bravery – força, Faith – magia e Haste – aumenta a velocidade pra executar ações com ATB)
Aegisol (ainda não liberado nessa parte): status de defesa (Protect – defesa física, Shell – defesa mágica, Vigilance e Veil)
Ethersol (ainda não liberado nessa parte): restabelece a barrinha de Technical Points antes da luta.
Para usar um shroud, aperte L1 e depois X no item desejado, para fechar o menu aperte O.

No final do capítulo, todos os personagens vão se encontrar, e enfrentar o temido Fal’Cie Anima – 3800HP.
Você controlará a Light, junto ao Sazh e Snow. O esquema de matá-lo é fácil, destrua seus braços primeiro, depois ele mesmo. Só tenha cuidado que seus braços se regeneram, e fazem um dano enorme se atacar. Com 3 ou 4 potions você consegue ganhar se fizer tudo certo.

Terminando o capítulo 2, você provavelmente terá algumas armas, acessórios, itens e outros adquiridos até então:
1x Doctor Code, 1x Power Wristband, 9x potions, Gladius (arma – Lightning),1x Phoenix Down, 1x Fortisol e 150 gil. drops dos monstros
Capítulo III
Após matar o Fal’Cie todos estarão juntos, e agora são L’Cie, ou seja, agora que começa a upar os personagens.
Agora fica legal o jogo porque entrará mais detalhadamente nos paradigms, que aliás terá 2 tutoriais só nesse capítulo.

Paradigm System
O sistema de luta funciona com paradigmas. Os paradigmas são formados por “roles”, e através da combinação deles, cria-se um paradigm. No tutorial provavelmente mostre o Relentless Assault (esse é o paradigma, e os roles inclusos nele são 1 Commando e 2 Ravagers) e o Solidarity (outro paradigma, que os roles são 1 Commando, 1 Sentinel e 1 Medic). Vai explicar como mudar de paradigma também, que é simples: durante a luta, aperte L1 e depois na lista aperte o X no que você quer.

Basicamente o tutorial explica isso, o que com certeza não ajuda muito os novatos no jogo, fica muito vago. Mas vai seguindo a leitura até chegar novamente no outro tutorial de Paradigm.

Crystarium Tutorial
O sistema de “níveis” do jogo se chama Crystarium, onde as habilidades e etc. dos personagens estão localizadas. Para “andar” no Crystarium, requer CP (Crystal Points), que são adquiridos nas lutas, cada monstro dá uma quantidade diferente, e a quantidade de monstros em luta também. Vale ressaltar que uma luta dá CP a todos os personagens, independentemente dele ter ou não participado da luta. Aproveite essa dica, e onde houver uma chance de upar, upe um pouco a mais para colaborar com um personagem mais desfavorecido =P. Voltando um pouco ao Crystarium, diferentemente de outros Final Fantasy’s, são apenas 3 atributos: HP, força e magia. Esses 3 atributos estão presentes em todos os roles do Crystarium, ou seja, num role de ataque físico (Commando) pode ter atributos de magia e HP, e de ataque mágico (Ravager), de força e HP, etc. A única coisa que não se repete são as habilidades, cada role tem a sua, e enquanto um paradigma estiver ativo com determinadas roles, você não poderá utilizar uma técnica de outra role nesse paradigma. Confuso? Sim, mas eu explicarei logo mais. E pra finalizar o tutorial do Crystarium, eu sugiro que você upe roles “características” dos personagens primeiro, depois as secundárias (por exemplo: Light e Snow – upar Commando primeiro; Hope e Vanille – upar Ravager e/ou Medic, depende de como você for jogar)

Command Execution Tutorial
O tutorial explicará basicamente que você pode interromper o carregamento do ATB Gauge para executar uma determinada ação e não todas que você mandou ou que o Auto-Battle fez. Por exemplo, a essa altura do jogo você tem 3 segmentos de ATB Gauge, com a Light você pode executar um Blitz (2 ATB) e um Attack (1 ATB), e nessa ordem, mas caso você não queira que carregue tudo, aperte triângulo e só será executada as ações que foram carregadas: se você tiver 2 ATBs carregadas, será executada somente o Blitz, porque foi a primeira ação que você mandou, se tiver só uma ATB carregada não acontece nada. E explica que você pode dar um cancel apertando O, o que volta ao menu anterior de Auto-Battle, Abilities, etc.

Paradigm System II
Bom, vamos à parte mais importante desse jogo, que é o sistema de paradigmas. No tutorial anterior você aprendeu a trocar os paradigmas, aqui eu pretendo especificar bastante sobre isso. O tutorial vai aparecer contra o boss Manasvin Warmech (32400 HP). Creio eu que você esteja upando seus personagens né? Se bem que essa luta nem precisa muito de level, e sim conhecimento de…paradigma!
No início são poucas as possibilidades de paradigmas, então citarei os roles que estão disponíveis para você até o momento, e como montar um paradigma considerável:

Commando: o role commando é um role que fará seu personagem dar ataques físicos e não elementais. A importância desse role durante uma luta está no seguinte – lembra da Chain Gauge? Então, ela vai carregando conforme várias sequências de golpes que o adversário recebe, com o golpe do commando, a barrinha laranja diminui com uma velocidade menor antes de entrar em Stagger Mode (se não lembrar o que é isso vá no tutorial de Chain Gauge acima), o que facilita muito as coisas e ajuda. Exemplo: se você precisar mudar de paradigma para um defensivo pra curar seus personagens, pelo menos a barrinha da Chain Gauge não acabará repentinamente, você terá tempo de voltar a um paradigma ofensivo pra continuar aumentando. Mais? Em Stagger Mode, quanto mais porrada o monstro levou de um commando, mais tempo a chain gauge demorará a acabar.

Ravager: o role ravager é um role que fará seu personagem dar ataques mágicos e elementais. Sua importância consiste basicamente em 2 fatores: monstros elementais (você mata com mais facilidade um monstro de fogo usando gelo, por exemplo) e principalmente para aumentar a chain gauge – ataques mágicos aumentam a barrinha mais rapidamente, porém faz também com que ela diminua mais rapidamente também, tanto quando está para entrar em stagger mode, quanto está em stagger mode. Ou seja, esse depende do Commando, e vici-versa.

Sentinel: até o momento apenas Snow terá esse role, que embora seja ruim inicialmente, ele se torna muito útil pra frente, e até útil agora se souber usá-lo. Esse role não ataca, não cura, só defende. Tenso né? Porém, quando enfrentar um boss muito poderoso, se o personagem estiver nesse role, ele já recebe 50% a menos de dano que o de comum, e se ele ainda usar alguma técnica de defesa, pode defender 75% do dano causado, ou até bloquear por inteiro. Dá para fazer muitas estratégias com essa role.

Medic: o role da cura. Não se iluda, nunca pense em deixar um paradigma “oficial” (o que você vai deixar de início sempre) com um healer. Você deve apelar pra colocar um paradigma assim quando necessário, caso contrário você perderá tempo com a chain gauge, perderá ranking (aquelas estrelinhas que aparecem depois de cada luta, que é baseada no tempo de luta, nível dos personagens e o monstro) e acaba perdendo a luta ainda por não atacar. O medic cura, futuramente poderá reviver um personagem que caiu e aperfeiçoar essas 2 habilidades, porque é o que eles podem fazer, e muito bem dependendo de quem realizar.

Bom, você deve tá se perguntando onde está o Synergist que o Hope tem. No momento não é útil, explicarei futuramente, junto com outro role que ainda vai surgir.

Grande parte do jogo você terá a Lightning como líder de grupo, e não poderá mudar os membros da equipe também. Então preste atenção no seguinte:

Light: Commando e Ravager.
Snow: Commando, Ravager e Sentinel.
Hope: Ravager, Synergist e Medic.
Vanille: Ravager e Medic.
Sazh: Ravager.

Perceba que de Commando você terá apenas 2 (aliás, a essa altura do jogo, Snow já deve ter deixado a party, então apenas um Commando) e Ravager todos! Enquanto a Light for líder, deixe-a de Commando sempre, e os outros de Ravager, o que lhe dará o Paradigma Relentless Assault, o que você mais usará no jogo. Haverá um dos 2 healers na equipe, se for a Vanille bem, se for o Hope tome cuidado porque o life desse muleque é baixíssimo, ele é uma auto-ameaça. Sazh é o grande inútil da vez, mas futuramente ele poderá aprender Commando e Synergist.

Acostumem-se com as siglas:
Commando = COM
Ravager = RAV
Sentinel = SEM
Medic = MED
Synergist = SYN
Saboteur = SAB

Alguns Paradigmas que recomendo que vocês sempre façam quando der:
Relentless Assault: COM/RAV/RAV. É o paradigma mais seguro de se encher a chain gauge, pois os RAVs atacarão o mesmo monstro que o COM atacar ou que o líder atacar.
Agression: COM/COM/RAV. Um dos melhores quando o monstro está em stagger mode, pois a maioria dos monstros recebem mais dano de ataques físicos do que mágicos.
Diversity: COM/RAV/MED. Use para normalizar HPs, mas sem perder tempo total com a chain gauge.
Tri-disaster: RAV/RAV/RAV. Use esse paradigma quando estiver ciente do que está fazendo. Ele encherá a chain gauge muito rapidamente, e vai fazer com que ela diminua rapidamente também. Use quando for vários inimigos e fracos para abatê-los de uma vez. Ou quando for um só grande inimigo, mas alternando de paradigma com o Relentless Assault.
De início acho que é isso ae, futuramente direi mais paradigmas!

Battle Technique Tutorial
Algumas habilidades que você for aprender com os personagens não vão para nenhum role, e sim para o menu Techniques durante o modo de batalha. O tutorial explica que pra realizar uma técnica é necessário Technique Points (TP), e que no máximo são 5 pontos, que são mostrados abaixo da barrinha de vida do líder (uma barrinha dourada). Para aumentar esses pontos existem 2 modos: matando o inimigo e ganhando estrelas de ranking (quantos mais estrelas, mais enche). No início você terá a técnica Libra, que revela os pontos fracos, magias, etc. dos inimigos (que pode ser visto depois apertando R1 na luta, durante a mesma). Por sinal, o tutorial é exibido contra o Alpha Behemoth (20000 HP). Behemoths são bichos da pesada, literalmente! Não deixe ele chegar aos 100% caso contrário os HPs da equipe estarão comprometidos. Posso dizer com segurança que nessa luta, se você conseguir entender os tutoriais acima, mudará para um paradigma de cura apenas uma vez, e vai matar o monstro antes de encher a chain gauge. Só pra ressaltar, você poderá usar equipamentos já, provavelmente tenha alguma arma pro Snow, Light ou Sazh, mais os acessórios, que servem para todos, é só escolher com cuidado em quem colocar.

Ao longo do capítulo aparecerão alguns monstros novos, dentre eles destaco o PSICOM Executioner (4050HP) e o Crusader (7290HP). O primeiro demora um pouco a encher por completo a chain gauge, então mate primeiro os outros inimigos pra depois sobrar apenas ele, você precisará curar a equipe com certeza. O Crusader tem muito life, mas enquanto estiver em Stagger Mode, não será problema. Ah, não se esqueça de usar a técnica libra neles, aliás, em todos os inimigos novos, pois assim não só você mas como seus aliados usarão o melhor ataque deles contra o adversário (lembrando que pra consultar informações do inimigo durante a batalha, aperte R1).

E o “boss” (porque ele é bem fraquinho) que fecha o capítulo é Garuda Interceptor (8000HP da primeira vez, que será muito fácil derrotá-lo, e no retorno 16200HP). Na segunda batalha, seus hits não vão tirar muito do life do inimigo, então preste atenção no HP de sua equipe, e na chain gauge do inimigo, porque quando esta encher, é a hora de atacar sem parar. Sugiro os paradigmas Relentless Assault, Tri-disaster e Diversity nessa luta. Quando derrotá-lo, Sazh aprenderá o role Synergist e a Vanille o role Saboteur, então vamos explicá-los:

Synergist: o role que dará buffs à sua equipe. Na equipe atual, Hope buffará com status defensivos, tipo Protect e Shell (defesa física e mágica), e Sazh ofensivo, tipo Bravery e Faith (ataque físico e mágico). No futuro ambos aprenderão os 2 tipos de buff, mas por muito tempo será assim, eles são úteis dependendo da luta.

Saboteur: o role sabotador, como diz o nome. Eles realizam os debuffs, os efeitos que os Synergistas dão à sua equipe, os saboteurs dão aos inimigos com efeito oposto, obviamente. A Vanille inicialmente terá debuffs anti-defensivos, como deprotect e defaith, o que aumenta respectivamente os danos recebidos de ataques físicos e mágicos. Sempre é útil isso, mas deve-se usar com cautela e paciência, porque nem sempre funciona.

Fim do capítulo, você já deve ter bastante potions, use em caso de emergência, caso contrário mude para um paradigma de cura. Alguns equipamentos que foram disposto para você são Pearlwing Staff (arma – Vanille), 2x Silver Bangle (recomendo colocar no Hope que tem menos HP), 1x Spark Ring, x2 Librascope (é bom usar quando não se tem TP para usar libra, é um item), algumas Phoenix Down, que serve a mesma regra pro potion, eu guardo pra boss, e 700gil. Não venda nada! A única coisa que está liberada pra vender no Shop é CREDIT CHIP.

Capítulo IV
O capítulo inicia com Snow contra vários adversários, se você conseguir bater em cada adversário no momento que ele for te atacar (apertando triângulo pra cancelar a ATB), você não perderá muito HP e nem gastará com potion. A luta contra eles é fácil, mas depois disso é que vem A senhora luta: o primeiro Eldolon do jogo, as Shiva Sisters.

Eldolon Battle Tutorial
O Eldolon começará usando Doom em você, é uma contagem regressiva para que você morra. Mas quanto a isso, você não se preocupe, deve se preocupar é como encher a Gestalt Gauge do Eldolon (é uma barrinha que fica no Eldolon) para poder capturá-lo. É uma boa ideia usar Libra nele, para descobrir o que fazer para encher a barrinha mais facilmente (talvez seja necessário usar 1 ou 2x para mostrar todos os detalhes). No caso da Shiva, o melhor jeito de upar a barrinha é no modo Sentinel, principalmente quando ela estiver em ATB charging. Quando ela carregar a barrinha, soltará golpes fortes, e se você usar o Steelguard na hora certa, a barrinha aumenta bastante. Caso você seja impaciente, golpes que aumentam a chain gauge, tipo ravager, aumentam alguma coisa, mas não tanto quanto a defesa. Quando encher a barrinha, aperte quadrado que você vai conseguir capturar o Eldolon.
Obs: nem todos os Eldolons são assim, alguns podem não encher nada com paradigms defensivos.

Voltando ao resto da equipe, uma lutinha básica contra uns monstros fáceis, e depois a separação da equipe em 2 duplas: Sazh e Vanille; Light e Hope. Durante o percurso, vale citar um inimigo que é um tanto quanto chato de se lutar: o Pulsework Soldier (um soldado de “metal”). Se tiver de enfrentá-lo com a dupla Light-Hope, pode ser um pouco demorado, mas não difícil, o esquema é fazê-lo chegar ao stagger mode e deixar Light em Commando. Se for Sazh e Vanille pode ser mais difícil porque nenhum dos 2 tem a role Commando, então a chain gauge pode demorar a encher. Porém, a role SAB da Vanille é muito útil nessa situação, se você der um Deshell nele, os danos mágicos serão efetivos, e SYN com Sazh para dar Faith nele e na Vanille para aumentar ainda mais a força do ataque.

Aparecerá uma tela em algum momento do jogo dizendo que pode haver uma luta entre monstros, o que facilita você realizar um Preemptive Strike, mas tome cuidado, pois você deve avaliar a situação e averiguar qual monstro é melhor matar primeiro ou então deixar a luta entre eles rolar e você fortalecer a dupla com a role SYN e enfraquecer os monstros com SAB.

Você pode ter pego uma arma do Hope que aumenta sua Magic, eu equiparia se fosse você, pois agora deve estar se aproximando do boss Dreadnought (17940HP e 44850HP). Use libra para saber seus pontos fracos e fazer uso disso. Você lutará com Light, Sazh e Vanille. O monstro em si não é lá muito forte, é trabalhoso apenas. Faça um paradigma com os roles COM/SYN/SAB logo de início, para que Vanille enfraqueça o monsto com Deshell e Deprotect, Sazh use Faith e Bravery e Light batendo no monstro. Quando os debuffs e buffs estiverem prontos, fique trocando de paradigma Relentless Assault e Tri-disaster para encher a chain gauge. Detalhe: Steam Clean – quando Dreadnought usar isso, ele vai tirar todos os status negativos dele, então aproveite esse momento para atacar ou curar sua equipe, mas sem parar de atacar. A primeira luta provavelmente acabe sem problemas, mas a segunda vai demorar um pouco mais, e talvez seja necessário você entrar com COM/SYN/SAB novamente, porque os buffs de sua party devem estar para terminar. Mas o esquema é sempre deixar o boss com Deprotect e Deshell para tomar mais danos e perder tempo com o Steam Clean.

Ao terminar as lutas, Light aprenderá a role Medic e Sazh Commando. Daqui pra frente você jogará em duplas várias vezes, então eu sugiro que você upe Commando desses 2 personagens, e Ravager dos outros 2.
É preferível que você aumente primeiro essas roles, mas caso nenhuma delas tenha uma habilidade nova para aprender, pode mudar de ordem. Dê preferência, também, àquelas que no final tem “role level”, para você aumentar o nível de determinada role.

Ressaltando: sempre veja seus equipamentos para equipar o personagem de acordo com a situação, e abrirão mais slots para por mais equips conforme você for aumentando as roles.

Perto do fim, haverá mais uma Eldolon Battle, agora Light e Hope lutarão. Use libra, como de costume. Odin aumentará a Gestalt Gauge com ataques que aumente a chain gauge e quando se cura o aliado em perigo. Como seus ataques são muito fortes, comece o paradigma COM/SYN, enquanto você ataca com a Light, Hope buffará com protect e Shell, para diminuir os danos que Odin causará. Caso o life fique crítico durante o paradigma, mude para um outro MED/SYN, para que Light cure quem estiver com pouco HP (aumentando a Gestalt Gauge). Depois de tudo feito, vai atacando principalmente quando Odin usar o escudo, que será o momento que a aumentará muito a gestalt gauge. Alterne paradigmas com COM/RAV, RAV/RAV, MED/MED (caso o HP diminua nesse meio tempo), e aperte quadrado quando a gestalt gauge ficar cheia.

Depois de capturar Odin, na próxima luta aparecerá um tutorial para lutar junto ao seu Eldolon.

Gestalt Mode & Eldolon Tutorial
Para invocar Odin, você deverá controlar Light, pois apenas ela pode (cada personagem tem um Eldolon, e apenas eles podem invocar seus devidos Eldolons). Para isso, vá em Techniques > Summon, para realizar isso você gastará 3 TP. Quando o Eldolon entrar, você controlará o personagem normalmente, em dupla com o summon. Perceba que há uma barrinha rosa abaixo do nome do personagem e uma outra abaixo do Eldolon. A que está abaixo do personagem é o tempo que você poderá ficar em Gestalt Mode (GM), e a do Eldolon é o tempo dele em luta (chamada de SP), até ele sair (essa barrinha vai diminuindo constantemente pelo tempo e cada hit que Odin levar). O ideal é você apertar quadrado para entrar em GM quando a barrinha dessa estiver cheia ou quando a SP estiver para acabar. No GM você e seu Eldolon lutarão juntos com ataques poderosos, cada ataque consome um determinado número lá, que vai diminuindo até o Eldolon dar dismiss, e voltar à batalha normal.

Você ainda controlará Sazh e Vanille, mas nada de muito importante. Você conseguirá alguns itens agora e aproximadamente 600 gil.

Capítulo V
Neste capítulo, você controlará Light e Hope até o fim. Então eu sugiro alguns Paradigmas, os que eu geralmente uso com eles (ordem – Light/Hope):
Slash & Burn: COM/RAV – usar como inicial
Dual Casting: RAV/RAV – intercalar com o anterior nas lutas
War & Peace: COM/MED – restabelecer os HPs sem perder chain gauge
Double Dose: MED/MED – restabelecer os HPs quando o nível estiver crítico
Symbiosis: MED/SYN – usar contra inimigos tipo Behemoth, um buffa e o outro cura
Supersoldier:
 COM/SYN – intercalar com o anterior, caso não necessite curar o aliado

Durante o capítulo dá para ganhar muitos CP para upar os personagens, até upar ao máximo antes do boss. Mas até lá, você vai conseguir a arma Hawkeye (do Hope), que vai aumentar ainda mais sua magic, caso equipe. Os monstros ao longo do caminho não são difíceis, use Libra e já era. O único mais forte é o Feral Behemoth (23625 HP) – não confunda ele com o outro Behemoth, meio amarelado, o Feral é meio alaranjado nos detalhes – quando for lutar contra ele sozinho, pode começar com o paradigm Supersoldier para que o Hope buff e faça a luta mais justa, já que um golpe dele pode acabar com a dupla na hora. Caso tenha mais monstros, mate eles primeiro, e depois use a estratégia do Supersoldier. Em algum momento do percurso você pegará a Edged Carbine (arma da Light), você equipa se estiver de acordo com seu estilo de jogo.

Chegando no Boss, espero que você tenha chegado ao máximo com pelo menos 2 roles de cada personagem(COM e uma outra da Light, e RAV e SYN do Hope). Esse é o primeiro boss que começará dando problemas, pois seu HP é enorme – 129500 HP – e seus hits são avassaladores. Use libra (espero que já tenha se acostumado a usar) e inicie a luta com o Paradigma Supersoldier (por serem hits mortais, a defesa que o Hope pode dar será muito útil). Duas características devem ser ressaltadas desse monstro: uma, o golpe mais forte dele é o Efflorescence, que vai tirar no mínimo, com os buffs de defesa, metade de seu life. Quando ele usar, dependendo da situação, mude para o paradigma Double Dose, e se estiver em Stagger Mode, War & Peace para aproveitar a chance. E a outra característica, que é bem chata por sinal, é que o adversário muda seus pontos fracos: uma hora pode ser Thunder, outra pode ser Water. Se você estiver usando Auto-Battle tudo bem, mas caso esteja indo manualmente, deve ficar atento a isso. Por isso a importância do Hope estar no máximo com a role RAV, e se possível a Light também, para que tenham mais mágicas nessas horas.

Se você prefere um esquema técnico, aqui vai (ordem que provavelmente você usará para a luta):
COM/SYN
MED/SYN
COM/SYN
COM/RAV esse, junto
RAV/RAV com esse, intercalando para aumentar a chain gauge
COM/MED ou MED/MED
E volta o ciclo, caso os buffs terminem ou algum aliado morra.

Ao terminar a luta, o Crystarium vai expandir e você ganhará Tungsten Bangle, que dá 150HP.

Capítulo VI
E aqui vamos nós, com talvez a pior dupla do jogo: Sazh e Vanille. A única vantagem, se é que pode ser considerada assim, é que Sazh agora tem a role Commando (que na verdade, só vai ser útil quando ele usar Blitz, acertando vários inimigos ao mesmo tempo). Lembre-se que todos recebem CP, independentemente de ter lutado ou não, então verifique o Crystarium deles e gaste a vontade, você provavelmente tenha quase 6000 pontos para gastar. Recomendo que melhore o COM e RAV de imediato do Sazh, e da Vanille o RAV e MED (para aprender a habilidade Cura, que é muito útil).

Sem andar muito, você conseguirá 2 armas, as Procyons (do Sazh, que embora diminua os atributos de força e mágica, tem uma habilidade passiva de fazer com que os monstros em Stagger Mode não se recuperem tão rapidamente como de costume) e a Beladonna Wand (da Vanille, que diminui um pouco os atributos também, mas que é compensada por sua habilidade passiva que aumenta as chance de dar um Debuff sucedido).

Aparecerá uma mensagem sobre os monstros Scalebeast, dizendo para evitá-los. Siga esse conselho, evite mesmo, porque o tempo que você vai gastar para matá-lo com essa dupla é tempo perdido. Exceto uma luta, para pegar uma cápsula, daí você pode usar libra e saber porque ele é tão chato de matar, além dos 37125 HP. Mas se mesmo assim deseja lutar, tente já iniciar com Preemptive Strike, e com o paradigma inicial Tide & Turner (SAB/SYN), para aumentar seus ataques, e diminuir a resistência do inimigo, que é seu ponto forte. Quando estiver em Stagger Mode, aproveite o máximo para tirar HP dele, e quando ele regenerar sua carapaça, tenha paciência para encher a chain gauge, que demorará e muito.

Durante o percurso, chegará uma hora em que você poderá mudar o tempo, que consequentemente muda os monstros do ambiente. Siga mudando o tempo para avançar, porque monstros fortes podem aparecer em determinada parte (por exemplo: tempo ensolarado você encontrará um Wyvern, que é muito forte, e você não tem buffs de defesa para ajudar; por outro lado, em tempo chuvoso você pode encontrar o Scalebeast, o monstro citado anteriormente nesse capítulo). Durante esse percurso provavelmente tenha 2 ou 3 cápsulas para pegar apenas.

E no final, uma surpresinha: Entil (70200 HP) e Enki (75600). Antes de iniciar essa luta, recomendo que tenha aprendido as habilidades do Sazh de SYN, pois nessa luta elas são necessárias. Comece com SAB/SYN, você estará controlando a Vanille, então use Deshell e Deprotect em um dos 2, o qual você deseja matar primeiro, e Sazh usará uma de suas habilidades de SYN para dar uma força extra. Entil é fraco contra Water e Enki contra Thunder. Sazh usará Enthunder se você decidir matar Enki primeiro, que nada mais é que em qualquer hit que você der, tanto de COM, RAV ou SAB, os efeitos serão de Thunder. Os ataques deles são poderosos, então sempre mude para um paradigma de cura quando possível. O bom é que os 2 enquanto estiverem em Stagger Mode, demoram a voltar ao normal, e levam danos altíssimos (se Sazh estiver equipado com as Procyons, o tempo em stagger mode dos monstros vai ficar ainda maior).

Termina o capítulo com a derrota deles e com o Crystarium expandido.

Capítulo VII
Chegando em Pampolum, casa do Hope, você controlará ele e Lightning. As lutas contra os PSICOM soldiers não será problema, e você poderá melhorar os personagens no Crystarium com as CP adquiridas com Sazh e Vanille no outro capítulo. Tem 2 ou 3 cápsulas para se pegar antes de entrar numa “caverna”. Entrando lá, os inimigos não serão muito fortes, o Flanitor dá golpes físicos pesados, mas é caracterizado pelo poder Rescue, que cura o aliado. Se você conseguir deixá-lo em stagger mode não será problema, nem precisará curar a dupla. Já um outro é mais forte, o Lucidon (10080 HP), possui golpes muito fortes, tanto físicos quando mágicos, então o melhor a se fazer é buffar com Protect e Shell, para diminui o dano. A jogada é fazê-lo entrar em Stagger Mode e acabar com ele, é o único jeito, já que com a carapaça ele praticamente não recebe dano. Pegará mais umas 3 cápsulas, dentro de uma delas terá o Warding Talisman que talvez seja útil para você.

Quando se encontrar com Snow, haverá uma luta junto a Shiva, que será muito fácil. Depois da luta, serão formadas 2 duplas, a do momento é Snow e Hope. Se abrir o Crystarium agora, verá que Snow tem ponto de sobra: upe ao máximo os roles Commando e Sentinel, e o que sobrar joga no Ravager. As lutas que enfrentará com essa luta são fáceis, o problema é que são numerosos os inimigos em cada luta, então será necessário você começar a usar o role Sentinel do Snow, para que ele chame a atenção dos inimigos para si, enquanto Hope cura, buffa, ou ataca os inimigos. Fica explícito nesse caso que o Sentinel é importante para proteger a party em momentos de dificuldade (Hope – HP muito baixo por si só), então sugiro alguns paradigmas possíveis nesse caso com o Sentinel: combine SEN/MED, SEN/SYN, SEN/RAV COM/RAV, RAV/RAV e COM/MED. São os melhores nessa parte do jogo.

O inimigo mais forte até aí será o PSICOM Warlord (22680 HP), que possui ataques pesados e rápidos. Só que ele nunca estará sozinho, então mate os outros primeiro e deixe-o por último, e de preferência com buffs Protect e Shell, caso contrário estará pedindo para morrer. Jogada de sempre: stagger mode, arrebenta o adversário!

Já com a outra dupla, Fang e Light, você poderá melhorar no Crystarium um pouco mais as habilidades (recomendo upar COM e SAB da Fang primeiro). Ela possui 3 roles, COM/SEN/SAB, e sua força física é muito alta, já que não tem roles mágicos como RAV e MED. Pode criar paradigmas com roles COM/COM, COM/RAV, COM/MED, SEN/MED, SEN/COM ou SEN/RAV, você que escolhe. Nenhum inimigo em especial, são todos fracos para essa dupla. Dá para pegar o equip Shaman’s Mark em alguma cápsula.

Voltando à primeira dupla, você poderá pegar mais itens, melhorar skills no Crystarium (sugiro você aprender algumas novas habilidades do Hope de SYN), e aparecerão mais 2 inimigos um pouco mais fortes: Falco Velocycle, um tipo de moto, que tem 14700HP, um life baixo até, mas com uma resistência muito alta. Seus golpes são fortes, em especial um que pode te matar direto. Para lutar contra ele, buffs de defesa e, principalmente, fazer Snow provocar a moto para chamar o golpe para ele, porque se Hope receber o golpe ele cairá, e você ficará em apuros, ou apelar pra Phoenix Down, mas tente evitar usar quando não for boss. Um outro inimigo que vai aparecer sempre também é o PSICOM Aerial Sniper (7350 HP), que é rápido apenas, mas é melhor buffar com Protect pelo menos para garantir não perder tempo pra curar.

A essa altura, você terá adquirido 2 armas, Paladin (Snow, que tem skill passiva de Sentinel, mas diminui força) e Vidofnir (Hope, fica a seu critério equipar ou não).
E agora enfrentará um outro boss, que é fácil, só precisa acertar a hora de mudar de paradigmas!

Boss: Ushumgal Subjugator (126000 HP)
HP alto como pode ver, ataque preferido é de magia (fire) mas pode dar ataques físicos também. Para resolver isso, 3 coisas: as 2 que você já viu, Protect e Shell, a 3ª depende de sua evolução com o Hope na role SYN, se ele aprendeu BARFIRE, os danos mágicos de fogo serão quase nulos, ou seja, 3 buffs, 2 personagens, então 6 buffs, espere a dupla ter todos os status.
Enquanto o Hope buffa, use Snow para provocar o inimigo na role Sentinel, e receber os danos minimizados. Depois restabeleça os HPs da party, e parte para o ataque. Não há segrego! Em dado momento da luta o boss usará Overdrive, que é meio que tudo ou nada para ele: ele vai se beneficiar com Bravery, caso ele ataque Hope com um ataque físico, ele vai ficar com um life em nível crítico, mas ele faz auto-debuff, invocando Deprotect e Deshell nele mesmo, o que aumentará os danos causados nele: é nesse momento que você ganha de vez ou perde, depende de como você vai lutar.

Controlando a Fang e Light, você pegará a Gae Bolg (arma da Fang) e Axis Blade (arma da Light), e enfrentarão inimigos fáceis, a não ser um tal de Lodestar Behemoth (37800 HP) que é bem chatinho de matar, e o CP que ele dá não compensa a luta, se puder evitar. Caso queira a luta, a única coisa que você poderá usar nele como SAB é Slow, mas seus ataques ainda continuarão devastadores. Ele pode mudar de forma, ficando de pé, que aumenta ainda mais seu ataque. Geralmente lutas contra Behemoths você não chega a deixá-lo em Stagger Mode, ou ele te mata antes ou morre.

Voltando à outra dupla, você enfrentará Ushumgal Subjugator de novo, agora com 378000 HP, só que agora apenas com o Hope. Vá usando Auto-Battle e curando quando perder life até Fang e Light chegar. Quando os 3 tiverem em campo, Protect e Shell, Slow no boss, e a Light curando enquanto os outros 2 fazem isso, se já tiver um paradigma assim (acho que é Evened Odds). O Boss será fácil contra esses 3, não terá problemas. Depois da luta, utilize toda a CP nos membros da equipe.

Na casa de Hope terá uns carinhas chatos de se matar, mas fáceis. Eu devo lhe informar que essa é a primeira parte que dá pra gerar “Gil” no jogo. Cada monstro desse dropa Credit Chip e Incentive Chip, não sempre, às vezes. Se você tiver saco para ficar lutando, aproveite, cada item que falei dá respectivamente 500 e 2500 Gil.

Agora virá um boss dá pesada, literalmente. Ajuste seus paradigmas, eu aconselho deixar um Diversity (com Light RAV e Hope MED), Relentless Assault, Evened Odds (pra começar a partida), Agression, e outros 2 de sua vontade. Ele é “dividido” em 5 partes:
– Havoc Skytank (441000 HP, é a parte central do boss, deixe por último);
– Portside Turret e Startboard Turret (cada parte 10710 HP, comece atacando um deles, e depois destrua a outra parte);
– Portside Hull e Startside Hull (cada parte 12600 HP, escolha um deles, e depois ataque a outra).

A jogada é você ter Protect e Shell do inicio ao fim, e ao invés de usar Libra, que revela informações de um só inimigo, use o item Librascope que revela informações dos inimigos ao redor também, com isso você terá pelo menos informação de 3 das 5 partes, o que já ajuda.
Os Commandos só usaram Ruin, então não é uma boa usar Agression para lutar, só no final. O Paradigma que você mais utilizará será Diversity, porque enquanto os 5 atacam, o Hope vai curando e as mulheres da party vão atacando as partes. Quando derrotar 4 das 5 partes, você não precisará utilizar muito o Diversity, só em casos extremos. O Havoc Skytank provavelmente terá perdido mais da metade do life derrotando as outras partes, então encher sua chain gauge não será problema, e quando ele estiver em Stagger Mode, use Agression, que Ruin acaba tirando mais do que magias elementares. Seu Crystarium será expandido!

Capítulo VIII
A dupla sensação do jogo, Sazh e Vanille, agora terão muita CP para poder upar. O que eu aconselho é você upar o Sazh no modo SYN até a habilidade Haste, quem joga Final Fantasy deve estar familiarizado com esse spell, aqui ele acelerá a velocidade que sua ATB aumenta, fazendo seus personagens (que estiverem com Haste claro) terem mais “turnos”. Depois disso, aumente COM ou RAV, o que for de sua preferência, não compensa encher o SYN por completo agora. Com a Vanille é bom você aprender algo interessante com SAB, se for interessante upar tudo em SAB, upe, mas veja na role MED se tem alguma técnica interessante aprender também. Eu recomendo aprenderem o que for importante, parar, e aprender o resto de RAV, pois mais técnicas dessa role compensará futuramente.

Controlando até a parte em que o pequeno Chocobo resolve brincar, ele se esconderá entre as ovelhas, depois no carrinho, ai segue para a fonte e por último ele está em algum chocobo. Você pegará alguns itens tipo Star Pendant, Spica Defenders (Sazh – arma), Guardian Amulet e Healer’s Staff (arma da Vanille).

O paradigma Tide & Turner, deixe-o como “titular” quando for enfrentar inimigos fortes, ou muitos. Caso contrário deixe o Sazh só de SYN para usar Haste nele e na Vanille e já muda de paradigma.

Um boss, Midlight Reaper (100800 HP), não será problema com o paradigma Tide & Turner, você buffa com Haste, Faith, Vigilance e Bravery no Sazh, e a Vanille vai debuffando com o que der, principalmente Imperil. Se o Sazh aprender Enfrost, ele usará Enfrost no modo SYN, causará danos de gelo, é muito bom contra esse boss. O HP é grande, mas o adversário não é forte.

Depois do boss mais um Eldolon, o do Sazh – Brynhildr. A Gestalt Gauge aumenta quando você fortalece os aliados (SYN role) e dá golpes que aumentem a chain gauge. Uma característica desse Eldolon é que ele dá vários ataques seguidos, então se tiver com um life baixo e ele resolver da uma seqüência de golpes, o personagem vai cair… Fora isso, nada complicado! Sazh ganhará um ATB conquistando o Eldolon.

Capítulo IX
Controlando a Light, Hope e Fang, vocês estarão numa nave, lutas muito fáceis até então. Em dado momento é possível pegar a arma da Light Lifesaber. Em um lugar dentro da nave, quando você conhecer o PSICOM Huntress e o Viking (11960 e 140976 HP respectivamente), é um bom momento pra você ficar lutando para ganhar CP, cada luta dá em média 500 CP, então dá para perder um bom tempo. No Crystarium, seria bom você aprender Dispel com a Fang porque isso ajuda na luta contra o Huntress, tirando os buffs que eles se dão.

Você controlará por um tempo, intercalando com a primeira equipe, Sazh e Vanille, por isso importante upar bastante com a primeira equipe. É possível pegar Royal Armlet com a dupla, é um item raro, que aumenta 5% de defesa contra ataques físicos e mágicos, e quando melhorado pode aumentar ao máximo 15%, é bastante útil (terá 2 ou 3 desse item ao longo do jogo).

O capítulo é meio longo, mas não tem muitos monstros complicados, mais para frente aparecerá o Thormadon (43200 HP), ele é aquele “porco espinho” gigante, só que mais forte claro. Ou você buffa sua defesa pra não morrer, ou buffa o ataque pra acabar rapidamente com a partida, depende da ocasião e equipe que estiver controlando.

O Boss é Kalavinka Striker. Sua primeira aparição, com 108000 HP, não será problema, hope usando Protect, Shell e Barthunder resolve os problemas; Light de Commando e Fang de Saboteur para enfraquecer o oponente. Depois um Relentless Assault e em stagger mode, um Agression, resolvem seu problema. Aparecerá uma animação, com o encontro dos 6 membros novamente. Novamente a luta contra o Kalavinka, agora com 122400 HP, o esquema é o mesmo, só que agora ele liberará uns golpes um pouco mais poderosos. Para esse boss eu sugiro paradigmas como:

COM/SYN/SAB (inicial) [legenda: Light, Hope e Fang, a ordem]
RAV/RAV/COM
COM/RAV/COM
MED/MED/SEN (caso ainda não tenha segurança na luta)
RAV/MED/COM
COM/MED/COM (caso esteja com pouco life, mas o oponente em stagger mode)

Depois das animações, um tutorial.

Team Tutorial
De agora em diante você poderá colocar os membros que quiser para formar sua party, por enquanto a líder será a Light, sem poder mexê-la. Pense bem como “construir” sua party, já que se pegar personagens com características fortes iguais (Snow, Fang e Light, como COM por exemplo), seus defeitos (no caso apenas um tem MED, e que não é muito bom) podem prejudicar durante a luta. Como a Light é líder insubstituível, então de garantia você tem um COM e um RAV, e MED em últimos casos. Recomendo nessa parte colocar um buffer (Sazh de preferência, já que ele tem Haste e buffs ofensivos) e um healer (nesse caso, se colocar o Hope sua equipe ficará muito forte ofensivamente e defensivamente, já que ele além de MED é SYN também; se colocar a Vanille ela poderá debuffar, o que enfraquece os adversários, aumentando ainda mais o poder ofensivo, diminuindo um pouco a defesa por outro lado). A formação do time cabe a você fazer, estou apenas sugerindo, e futuramente detalharei um pouco mais sobre cada personagem.

Nessa parte do jogo, o cenário é grande: cada “quadrado” abre uma ou mais passagens para o lado/frente/trás. Cada “quadrado” tem um tipo de inimigo, você pode mudar sua equipe a vontade para determinado tipo de batalha, e testar paradigmas também!

Alguns itens possíveis de se pegar, e que merecem destaque, são: 2x Rune Bracelet, Umbra (arma – Snow), Gold Bangle (aumenta bastante o HP, bom para o Hope principalmente, se ele for da equipe).

Se estiver familiarizado com as lutas, prossiga, caso contrário eu recomendo continuar experimentando novos times e paradigmas, porque o Boss é fácil pra quem tiver dominado totalmente o esquema de luta e habilidades dentro dela, caso contrário torna-se algo impossível. Não tenha receio de voltar, já que a esse ponto, espero que você já tenha o Crystarium completo de cada personagem.

O próximo Boss, importante personagem do jogo, é Barthandelus. Ele em si possui 5 partes: a cabeça (462000 HP) e 4 outros “braços“, cada um com 50400 HP. O esquema é você destruir os braços, pois cada um solta um tipo de elemento diferente, que se fortalece cada vez mais. Quando eles começarem a usar elementos no nível …ga (firaga, blizzaga, waterga…) você estará encrencado, evite chegar a esse estágio. O mais importante nessa luta é justamente a party que você vai escalar: uma defensiva, ofensiva, mediana? Selecione a que melhor se adequou!

Para lhe ajudar, posso dizer que um MEDIC é indispensável, além da Light claro. Se quer garantir rapidez, Sazh na luta para usar haste, e de bônus ainda pode ser COM ou RAV; para garantir sua defesa escale o Hope, e de bônus já terá o healer; se quer enfraquecer o oponente escale Fang ou Vanille, a primeira terá COM e SEN, embora o sentinela não atraia os golpes nessa luta, e a segunda pode ser healer também. Nessa luta eu descartaria o Snow, o papel dele a Lightning pode fazer tranquilamente. A luta é demorada, e quando Barthandelus começar a demorar a atacar, é porque seu golpe será muito forte, então certifique-se de defender, healar, ou acabar logo com ele!

Ao exterminá-lo, o Crystarium vai aumentar, e agora começa a ficar um pouco mais difícil de ganhar CP, cada habilidade precisará de 6000CP aproximadamente. E assim, encerra-se o capítulo 9!
Capítulo X
Role Development Tutorial
Depois da luta contra um Pulsework Knight, aparecerá esse tutorial, dizendo que você poderá aprender todas as roles com todos os personagens, mas acredite, não é viável agora. Gastam muita CP para poucos atributos… Melhora as roles que cada personagem já tinha antes.

Daqui pra frente não falarei muito de monstros, apenas os mais complicados de se matar, mas aqui vai um resumo de como são os monstros:

Monstros elementares: use libra sempre, e Ravager contribuirá bastante para matá-lo. Em stagger mode, esses monstros geralmente recebem muito dano de Commandos, até mais do que o próprio Ravager. Uma boa tática é, falando de debuffs, usar Deprotect para ter um COM e Deshell para a magia causa um dano absurdo. Imperil pode ser útil, caso alguém da party tenha buffs En- (enfire, enfrost…) para buffar a equipe.

Monstros de alta defesa: os de carapaça e aqueles “soldados mecanizados” são duros de matar, e ainda possuem ataque físico bastante alto. Deprotect sem dúvida auxilia na luta, Deshell para aumentar a chain gauge mais rapidamente com os RAVs. O caso do Imperil aplica-se nesse caso também.

Monstros de ataque rápido: podem ser fracos, mas por atacarem muitas vezes, pode causar uma perda de ação de um dos seus personagens (no caso, um attack por exemplo seria interrompido no meio do caminho) diversas vezes. Slow ajuda, mas é difícil pegar neles, então é ter paciência, ou apelar pra Haste, e tentar um combate de igual pra igual.

Mescla de monstros: podem ter os 3 citados acima numa mesma luta, sempre mate o mais fraco, e de preferência o mais rápido, que vai te fazer perder tempo e abrir espaço pros mais fortes atacarem. Defesa nesse caso é fundamental, Hope na equipe sem dúvida.

A esse ponto, você poderá montar a party como bem entender, então falarei um pouco sobre os personagens. Cada personagem tem uma “dupla” no quesito atributos. Fang e Snow possuem alta força física, além de defesa da role SEN ; Hope e Vanille possuem alta força mágica, além de ser healers; Sazh e Light são medianos, embora o Sazh tenha ambas as forças muito baixas, mas é SYN por outro lado.

Daqui pra frente você terá de dominar as roles de cada personagem muito bem. Com o Sazh é importante o Haste, e aumentar a role SYN porque a cada nível que aumenta, o tempo que os buffs duram fica maiores também, isso serve para o Hope, Vanille e Fang nas roles de SAB. Futuramente, Hope poderá aprender Haste, ai dependendo de seu estilo de jogo isso pode ser útil. Na role de MEDIC 3 habilidades são úteis: Curasa, Curaja e Esuna. A primeira restaura o life de acordo com a quantidade de dano recebida dos últimos golpes de um personagem; curaja a mesma coisa só que no mesmo estilo da Cura, serve para todos; e Esuna cura status negativos dos seus personagens. De SYN, todas as habilidade praticamente são importantes, e futuramente Sazh e Hope poderão aprender tudo. De SAB, todas as habilidades de SYN estarão disponíveis, com efeito negativo para o oponente claro, e mais algumas também.

O único oponente bastante forte do capítulo é Greater Behemoth, mas como todos os outros behemoths, são no mesmo esquema: MED e SYN (de defesa principalmente) são necessários. Ele possui 75500HP, não é difícil, mas possui ataques poderosos. Alguns itens que são possíveis pegar: Alicanto e Feymark, são armas.

O boss do capítulo, Raines (226800HP), joga de acordo com seu paradigma, por exemplo: se estiver de SAB, ele usará técnicas para poder se livrar dos status; se você estiver de SYN para aumentar a força de sua party, ele dará uma de SAB ou então dará um golpe poderoso que reseta seus status e o força a healar. Se tiver de MED, ele dará combos, para que você perca tempo. Então o esquema é ter paradigmas diversos, e não semelhantes, para poder se lidar com cada situação. Caso esteja despreparado, faça um time com os 2 healers, ou um healer mais a Light pra quebrar um galho, ou até mesmo os 3 healers possíveis, mas aconselho ter Haste (logo, Sazh) nas lutas, pode ser bem útil. Ao vencer o oponente, o crystarium vai aumentar, e ficará ainda mais difícil upar seus personagens.

Pra finalizar, aparecerá um novo Eldolon: Bahamuth, talvez o melhor do jogo, que é da Fang. A luta será com Fang, Light e Vanille. Para aumentar a gestalt, Bahamuth tem bônus para aqueles que defenderem os ataques massacrantes e os vários ataques rápidos dele; curar aquele que está precisando; e, no caso, SAB nele, com a Vanille. Pegando o Eldolon, Fang adquire mais uma ATB.

Capítulo XI
Pra começar bem o capítulo, Hope poderá adquirir seu Eldolon bem no início: Alexander. A luta será com ele, Light e Fang. Alexander aumenta sua Gestalt com ataques de RAV que aumentem a Chain gauge; curando os que precisam; defendendo ataques fortes.

Poderá adquirir também a arma Hauteclaire, da Light. Você pode perceber que as lutas agora ficaram repentinamente num nível bem difícil, e realmente estão, terá problemas para ganhar CP.

O monstro mais complicado de se bater agora será o Behemoth King (487620 HP), justamente por não ter HP alto e nem força/magia, então evite lutar contra ele, será perda de tempo, a CP que ele dá não vale uma luta intensa.

Cie’th Stone Tutorial
A partir de agora você poderá fazer missões para esses “Cie’th” que não conseguiram completar seu foco. São 64 missões, divididas em classes, cada uma com certa dificuldade. Recomendo deixar essas missões para frente, depois de fechar o jogo. Haverá um tutorial só para as missões após a parte dos capítulos!

Continuando, um “side-boss”, Juggernaut (1584000 HP) estará à sua espera na caverna que vai entrar, em um canto isolado. Não há como vencer essa luta sem a Vanille, pois o monstro possui uma defesa absurda, e você precisa quebrá-la. Ela é healer também, mas acho que outro seria uma boa, provavelmente o Hope, que pode buffar a defesa também. Eu recomendo para essa luta Sazh, Vanille e Hope. Sazh pode ser o COM do time, além de buffar o ataque também! A luta pode ser demorada, pois Juggernaut tem Steam Clean, isso significa que ele pode se livrar de todos os status negativos que possui, obrigando você a debuffar de novo.

Daí em diante, terá oponentes aquáticos, darão muito trabalho, mas dá para ganhar bastante CP nessa parte! Recomendo jogar até aumentar nível de uma ou 2 roles com cada personagem. Quando sair dessa caverna, Vanille lutará para conquistar o eldolon Hecaloncheif, junto com a Fang. Muito difícil a batalha, os SABs da Fang não surtem efeito no eldolon, então com ela você só poderá usar SEN e COM. Para aumentar a gestalt, curar o ferido, debuffar (os SABs da Vanille funcionam) e aumentar a chain gauge.

Você entrará num lugar que é tipo uma “torre” (Taejin’s Tower), mas antes de entrar, haverá uma Cie’th Stone do lado de fora, que é “especial”: algumas Cie’th Stones, após completadas suas missões, viram um tipo de teleport point. Ela pode teleportar os personagens para um lugar que também tenha uma Cie’th Stone desse tipo, e que tenha sua missão completa. A missão dessa não é difícil, é matar uns Goblins, faça essa missão e já garanta um teleport point. Dentro da torre, algumas missões serão obrigatórias para passar (21,22,23,24,25,26). Confira na parte das Cie’th missions como passar caso tenha problemas. Quando passar todas as missões, você subirá para a superfície, e enfrentará o monstro das animações, Dahaka (2314800 HP). Ele em sim é fraco, Deprotect e Deshell são fáceis de atingi-lo. Ele pode surpreender com algum golpe, mas não vai chegar a matar, caso você esteja num nível razoável com os personagens. Quando matá-lo, haverá uma estátua na superfície, procure-a, e toque-a. O “elevador” vai aparecer, pegue-o, e desça, para liberar todos os andares pro elevador central, depois disso continue o caminho até Oerba Village.

Em Oerba, terá uma Cie’th Stone com teleport point também, faça-a. Se você entrar em todas as casas, encontrará Bhakti, um amigo de Vanille, só que ele parou de funcionar. Você deverá juntar 5 equipamentos para repará-lo. 2 deles estão por perto, um perto de uns monstros que você enfrentou perto de uma rampa; outro equipamento está dentro da primeira casa perto da tal rampa. Um equipamento você pegará matando um monstro. Outro estará numa casa que está no lago, você deverá entrar, matar uns monstros e pegar e o último está mais para frente, num lugar coberto de neve. Quando você voltar para Bhakti, ele te dará uns itens e dicas, mas por enquanto elas não serão importantes, já que serão mencionadas no detonado.

Você enfrentará novamente Barthandelus (3307500 HP). Nessa forma, ele pode tirar os status dele e os da sua equipe, além de causar danos monstruosos. De debuff, apenas Deprotect, Deshell e Imperil funcionam. Se SAB da Fang estiver evoluído, você pode preferir tê-la na equipe para isso; um healer é o suficiente, mas caso queira 2 pra se prevenir, pode ser a Lightning até. A luta pode demorar, pois durante a luta ele vai se transformando, e cada transformação ele adquire um novo golpe. Para encher sua chain gauge não requer muito, mas para aproveitá-la o melhor é firmar deprotect e deshell nele, para causar bastante dano.

Quando matá-lo, seu crystarium vai aumentar ainda mais, quase no final já. Daqui em diante haverá muitas cápsulas com armas, nesse capítulo teve a Simurgh, Heavenly Axis e a Taming Pole. Assim encerra o capítulo, o antepenúltimo do jogo.

Capítulo XII
Muitos monstros chatos de se matarem estarão nesse capítulo, o principal é o Adamanchelid, um daqueles gigantes que você viu em Gran Pulse e que provavelmente não conseguiu matar. Pois é, agora um deles você será obrigado a matar, e será chato, até para quem está bem desenvolvido com os personagens. Se quiser, use alguns shrouds, o Fortisol e Aegisol, e tente já encher a chain gauge dele, porque um hit dele pode significar game over pra você, dependendo da formação do time. Coloque alguém com bastante HP de líder (tipo Snow, Fang ou Sazh) e se precisar, Sentinels.

O capítulo não é comprido, terá 2 boss (que por sinal são o mesmo). Sua primeira aparição, The Proudclad terá 1530000 HP, e ele é imune a todos os status, ou seja, nem tente usar SAB nele, nem mesmo a habilidade Dispel, que ele também é imune! O que você tem que fazer é buffar defesa/ataque e curar a equipe quando ele começar a golpear. Será longa a luta, ele vai restaurar seus HP e colocar uns buffs nele mesmo.

Na segunda batalha, seu HP será de 3570000 HP, um pouco mais difícil que o anterior, já que agora ele pode mudar para 2 formas: anihilator mode (a que ele usa golpes que atingem todos e tira bastante vida) e a aerial defense (apesar do nome, chega até ser mais ofensivo que o primeiro, seus golpes são rápidos, mas não tiram tanto HP, só quando ele estiver perto de mudar de forma novamente, que ele dispara milhares de tiros sem parar, se não tiver com a defesa em alta, pode morrer facilmente). Em dado momento da luta, ele vai recuperar todo seu HP, buffará com Haste, Bravery e Faith, porém se dará também o efeito de Deprotect e Deshell nele mesmo. Não pense que isso é muito bom, já que com Haste ele atacará muito mais, e com as outras 2 habilidades seus ataques serão ainda mais fortes. Recomendo ter Hope e Vanille nessa luta para garantir que seu HP não esgote, já que a luta é longa. Na segunda batalha você conseguirá o item Royal Armlet, item defensivo bastante útil.

Armas que você poderá adquirir durante o capítulo: Lionheart, Rebel Heart, Punisher, Antares Deluxes, Mistilteinn

Capítulo XIII
Último capítulo do jogo!

Para este capítulo, ficaram os monstros mais chatos de se matar, não mais difíceis, e sim chatos (se você pegar a manha de como matar, ficará fácil, pois um erro pode te deixar em situação desesperadora e acabar com a luta). Megrim Thresher (1017000 HP), apesar do tamanho tanto físico como no HP, ele não é difícil de se matar, é quase vulnerável a todos os status, e é fraco contra gelo, água e vento. Outro monstrinho que merece destaque nessa parte é o Dagonite (203400 HP), em si ele é fraco, mas pode se buffar com Haste, Bravery, Protect e Faith, e combinando isso com o ataque Rush, que derruba tudo que estiver a sua frente, se torna o monstro mais chato de se matar do capítulo. Dispel é uma necessidade contra esse carinha, Fang e Vanille possuem essa habilidade como SAB, e ele é vulnerável contra eletricidade.

Os primeiros boss do capítulo você já deve ter lutado contra anteriormente, com uma versão mais enfraquecida (com Sazh e Vanille). Eles são Jabberwooky (678000 HP) e Bandersnatch (254250 HP). O primeiro apesar do HP gigante é mais fácil de se matar, já que sua resistência contra magia é fraca, embora seus ataques mágicos sejam fortes. O segundo tem um bom ataque físico e é resistente contra magias, não imune, mas reduz e muito os danos mágicos, então deixe ele pra depois de matar o outro.

O Sanctum Templar (565000 HP) reduz pela metade os danos mágicos, e possui característico os danos de raio. Ele é bastante vulnerável contra debuffs, então aproveite. O interessante desse monstro é o Rare Drop dele – Perovskite. Esse componente é caro para se comprar, e difícil de se conseguir, se tiver paciência de lutar várias vezes contra esse carinha a fim de pegar esse item, é bastante aconselhável que se pegue agora antes de zerar o jogo.

O segundo boss é Wladislaus (734500 HP). Essa luta não chegará em um stagger mode, já que para isso você teria que enxer aquela barrinha até 999,99%. Seus ataques físicos são muito fortes, então Protect é obrigação nessa luta. 3 golpes dele pode ser KO! Apesar do ataque, ele é fraco contra magias, e pode dar um tipo de Dispel nos seus personagens tirando 2 status e causar danos, então é interessante ter um SEN na equipe para chamar esses ataques.

Depois do segundo boss, haverá inimigos citados anteriormente e até os primeiros bosses, só que numa luta normal. Cada luta dará em média 32000CP, caso queira upar um pouco seus personagens. Antes de enfrentar o terceiro boss, você pode enfrentar 3 Templars ao mesmo tempo, pra tentar pegar os Rare Drops caso queira.

O terceiro boss é Tiamat Eliminator (3825000 HP). Ele reduz pela metade todos os danos e é imune a todos os status em sua forma inicial. Além do mais, ele pode usar Overdrive, deixando-o com Haste, Bravery, Protect e Faith. Seus ataques anulam buffs, ou seja, vai ter uma hora que buffar sua equipe será inútil. O esquema consiste em você batê-lo antes dele usar Overdrive e quando ele mudar de forma, que ficará vulnerável a Imperil, Deprotect e Deshell, em compensação nessa forma é impossível lutar com buffs, na outra forma ainda era possível, mas agora não, todos os seus ataques tem 100% de chance de tirar buffs. O ataque elementar dele é o gelo.

Depois de enfrentar os 3 bosses, você vai para a parte final do jogo, dentro de Orphan. Sua última luta contra Barthandelus (5227500 HP) acontecerá primeiro. Ele reduz pela metade os ataques mágicos, mas com Imperil a resistência volta ao normal. Ainda, é possível aplicar Slow, Deshell e Deprotect nele, então a luta não é difícil, só tomar cuidado quando ele usar Ultima, que pode até matar seus personagens dependendo de quanto HP eles tiverem na hora.

Você conhecerá o Orphan agora, criatura chata de se lutar. Com 6780000HP e sua resistência ser normal, ele vaicomeçar usando o poder do julgamento, com a espada, que o obrigará a curar a equipe imediatamente, caso contrário no próximo golpe ele matará todos. Eu recomendo fortemente que você utilize o Hope, Fang e Vanille nessa luta, porque terá 2 MEDs, 2 SABs e o COM de costume, além de SEN de bônus. Orphan é vulnerável a praticamente tudo, então aproveite a Fang em SAB para debuffar o inimigo, Vanille de MED e Hope de SYN para ir buffando a equipe o máximo possível, porque será importante futuramente.

Outra coisa que é importante é você tentar encher a chain gauge rapidamente de primeira para não deixá-lo usar os golpes massacrantes logo de cara. Em Stagger, faça o maior dano possível! Quando voltar ao normal, ele se recuperará de alguns status e começará a usar golpes fracos que tiram os status de sua equipe, por isso anteriormente a necessidade de buffar o máximo possível, pra atrasá-lo agora. Recomendo ter algum paradigma em que o Hope continue de SYN para atrasar ainda mais o Orphan, e os outros dois personagens atacar Orphan (Enfire na arma do COM pode ser útil, para aumentar ainda mais os danos). A luta fica nesse esquema, se você permitir ele tirar todos os status da sua equipe você ficará em apuros porque ele começará com debuffs até você não conseguir agir mais.

Se você passou por esse Orphan, agora lhe resta sua nova versão, muito mais fraca, só para dar sentido à história do jogo (de que os humanos são seres “ilimitados”, dito pelo Orphan, então ele teria que ser fraco agora). Ele terá 3390000HP, nas mesmas condições de resistência anteriormente, só que ele usará Doom no seu leader! Ele é resistente contra ataques físicos, então deixe seu time com um COM apenas, para utilizá-lo em Stagger Mode, onde a resistência não existe mais. Fang seria uma boa para ele ser SAB e os outros 2 RAVs, ou então Snow ou Light porque possuem a role de RAV já.

Ao matar todos, aproveite a parte final do jogo. Seu Crystarium chegará ao limite para você terminar as sidequests em Gran Pulse.

Mais recentes

To Top