Review: Tasomachi calmo e relaxante até demais

Está precisando relaxar após um dia estressante de trabalho, Tasomachi: Behind the Twilight pode ser uma linda solução.

Sempre gostei de jogos de plataforma 3D, e de contrapartida nunca foi um gênero popular no PC, nunca me imaginei jogando um plataforma 3D com foco em exploração. Tasomachi: Behind the Twilight não está interessado em ser particularmente desafiador ou demorado. Mas oferece uma experiência relaxante na qual fui completamente atraído.

Tasomachi coloca os jogadores no controle de uma jovem chamada Yukumo. Não sabemos nada sobre ela e ela não fala. Yukumo viaja através de uma aeronave, que fica danificada, exigindo que ela procure as Sources of the Earth (Fontes da Terra), que são necessárias para reparos na sua aeronave. Mas a cidade em que ela pousou está coberta de névoa. Cabe a ela despertar as árvores sagradas para limpar a névoa, seguido por uma viagem para remover a névoa por completo.

A descrição acima define praticamente toda a trama de Tasomachi. Você encontrará pergaminhos com pequenas informações, e gatos com pequenos diálogos aqui e ali. Mas o foco está claro que é exclusivamente na jogabilidade e exploração. O que no fim das contas acaba sendo um diferencial, não tentar te fazer ler dezenas de diálogos tentando criar motivos vagos para simplesmente explorar os cenários e coletar itens.

A gameplay

Tasomachi começa com Yukumo pilotando seu dirigível antes de ser danificado. Ela então atraca e usa um prédio temporariamente desocupado como sua base. De lá, ela disse que precisa encontrar 90 Sources of the Earth, para restaurar sua aeronave. A estrutura geral do jogo é que existem três áreas com Sources of the Earth espalhadas e ela precisa encontrá-las. Cada uma das três áreas tem dois santuários que precisam ser limpos, com cada santuário contendo quatro salas de desafio que premiam uma Source of the Earth na primeira rodada.

Depois de obter 90 Sources of the Earth, o dirigível de Yukumo é consertado, permitindo que você voe nas três áreas. Isso é apropriado porque Tasomachi periodicamente adiciona novas Sources of the Earth para coletar. Quando você atinge uma área inicialmente, paredes de fogo azul bloqueiam certas áreas. A purificação do primeiro santuário remove esses bloqueios. A purificação do segundo remove a névoa daquela área e ativa o ciclo de dia-noite. É também preenchido por NPCs que oferecem várias missões curtinhas, bem como Sources of the Earth adicionais para encontrar. Cada área concede uma nova habilidade, o que permite coletar ainda mais Sources of the Earth.

Assim que o dirigível for reparado, você precisa adquirir 150 Sources of the Earth para chegar à última área de Tasomachi, um pequeno mini jogo onde você voa e abate o máximo possível de lanternas pretas usando uma arma de fogos de artifício. Acertar todos os 60 é um bom desafio. Claro, você terminará o jogo independentemente de quantos acertar. Isso, no entanto, desbloqueia ainda mais Sources of the Earth para coletar. Além disso, você precisará de 180 para destravar a loja final, que tem dois trajes exclusivos que podem ser adquiridos abatendo todas as 60 lanternas pretas no último estágio e coletando todas as 240 Sources of the Earth do jogo.

Habilidades

Quando você começa o Tasomachi pela primeira  vez , Yukumo só pode se mover e pular. No entanto, ela obtém uma habilidade de movimento adicional em cada uma das três áreas principais do jogo. O primeiro é um movimento de stomp que quebra as pranchas de madeira, o segundo é um impulso que a impulsiona um pouco para a frente enquanto está no ar e o terceiro é basicamente um salto duplo. Ao combinar o impulso e o salto duplo, Yukumo pode se projetar muito mais para a frente, alcançando longas distâncias.

Controles

Os controles no geral são bons. A sensação do pulo é que removeram parte da gravidade, porém é fácil controlar movimentos precisos. O impulso e o salto duplo adicionam ainda mais controle adicional, tornando muito mais fácil fazer pequenos ajustes. Não há nada de muito incomum nos controles do jogo, pois é intencionalmente fácil de entender. A única bronca vai para as teclas escolhidas para fazer o pulo duplo, que ao invés de pressionar o botão de salto novamente, você deve pressionar uma outra tecla. O dirigível por sua vez também tem bons controles. Tudo funciona bem e me fez sentir que era capaz de realizar todas as tarefas do jogo sem nenhum problema.

Dificuldade

O desafio é praticamente inexistente em Tasomachi. Os testes do santuário têm algumas salas mais chatinhas, pois você terá que cronometrar cuidadosamente alguns saltos. Os testes variam desde a transferência de Yukumo entre plataformas móveis, pular através de espaços usando blocos de salto, navegar em plataformas invisíveis ou até mesmo tentar manter o equilíbrio enquanto pula entre rodas giratórias, mas nada tão desafiador, na maioria consegui na primeira tentativa (e eu não sou um bom jogador).

Ocasionalmente, haverá um quebra-cabeça simples para resolver. Mas praticamente tudo não será um grande desafio para a maioria dos jogadores. A maior parte de sua atenção em Tasomachi estará em explorar cuidadosamente o ambiente em busca de todas as Sources of the Earth. Coletar todos os 240 vai exigir um pouco de tempo e atenção, especialmente porque algumas das tarefas do jogo exigem uma boa olhada ao redor. Os personagens de cada área pedirão que você acenda todas as tochas. Você também procura por formações rochosas destrutíveis para obter algumas Sources of the Earth, e essas podem exigir um olhar atento.

Vem tranquilo!

O foco principal de Tasomachi é o relaxamento e a exploração cuidadosa. O visual do jogo é básico, mas bem feito, especialmente depois que a névoa é eliminada. A melhor parte do jogo é quando você está apenas procurando por mais Sources of the Earth enquanto aprecia o ambiente já sem a névoa. É um jogo tranquilo e divertido que não tem muito tédio ou quaisquer inclusões desnecessárias.

Embora você certamente possa terminar Tasomachi em umas cinco a seis horas, este não é um jogo que a maioria simplesmente jogará para terminar. Aqui quase não há enredo e é realmente para quem quer apenas ter um tempo agradável enquanto explora um lugar adorável e tranquilo. A coleta de todas as Sources of the Earth acredito que leve ao menos umas nove horas aproximadamente. 

Conclusão

Tasomachi pode não ser longo ou desafiador, mas estou feliz por tê-lo jogado. Achei que era uma maneira agradável, embora pouco ambiciosa, de passar o tempo. Ele definitivamente satisfaz aquela vontade de colecionar enquanto elimina o desnecessário. O jogo é uma boa surpresa para quem procura uma exploração serena e calma. Aqui definitivamente há o suficiente para tornar o jogo recomendável, seja para os jogadores que querem algo rápido ou aqueles com o objetivo de alcançar os 100%.

Jogo analisado no PC (steam) com código fornecido pela PLAYISM.

Página do jogo na steam.

Não deixe de conferir mais reviews aqui no nosso site ou na nossa curadoria na steam.