Dicas

Death’s Door: Como entrar nos bueiros (círculos no chão com fechaduras)

Deaths Door

Death’s Door tem uma leve estrutura metroidvania. Você está sempre em uma busca linear, mas ganhará novos feitiços conforme avança, que abrem mais áreas do jogo para você explorar. Você terá que obter esses feitiços completando masmorras não lineares, mas há um obstáculo que você pode usar desde o início do jogo. Você não pode atear fogo, explodir paredes ou lançar âncoras com o gancho até que desbloqueie esses poderes. Mas você pode entrar nos bueiros ao encontrá-los pela primeira vez. Você pode nunca saber como.

Abrir os bueiros do esgoto – aqueles símbolos redondos no chão com um ícone de cadeado requer o uso de um poder que você nunca terá que usar no jogo, e para o qual você não tem um tutorial. Se você é como eu, viu esses símbolos estranhos e apenas presumiu que precisaríamos obter um power-up para acessá-los. Talvez eles sejam um teleporte e precisamos ganhar a habilidade de invocação do portal? Não há nada parecido neste jogo. Você só precisa usar as habilidades certas.

Bueiros são símbolos redondos no chão com um emblema de cadeado. Eles parecem coisas com as quais você não pode interagir, mas você pode usá-los a qualquer momento, sim, a QUALQUER MOMENTO. Você não precisa desbloquear nada. Eles podem ser usados ​​desde o início do jogo.

Para entrar em uma grade de esgoto, alcance um nível mais alto acima deles. Caia no chão e pressione Ataque para executar um golpe no solo. Você vai quebrar o bueiro e entrar no subsolo!

Os bueiros podem ser usados para acessar segredos e energia da alma bem no início do jogo, e utilizam uma mecânica que você pode nem perceber que existe no jogo. Foi só muito tarde no jogo que percebi como fazer essa mecânica estranha funcionar.

Aprender a superá-los no início tornará a travessia em níveis posteriores muito mais fácil. Eventualmente, você precisará do Hookshot para alcançar muitos desses bueiros, mas há muitas que você pode alcançar antes disso. E isso significa muitas recompensas para recolher.

Mais recentes

To Top